domingo, 16 de setembro de 2012

O presente




segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Compartilhar...

Sabe aquele dia que você acorda e se pergunta: Como vim para aqui? De quem é esta vida? E o que estou fazendo nela?
E de repente você olha o cenário, as pessoas, suas roupas e descobre que não é ali que você deveria estar, e que toda sua vida é uma grande ilusão, uma mentira que você criou para sobreviver dia apos dia ate o dia que sua missão tenha sido cumprida, mas o destino ou sabe lá o nome que se dê resolveu te pregar uma peça e te chamou para recomeçar sua vida.
No primeiro momento você é invadida pelo pânico, parece que você não estar ali e não sabe a direção que quer tomar, depois um desespero toma conta de você e passa a acreditar que você não terá a solução para seus dramas pessoais e um determinado momento você fica parada contemplando o melhor caminho e a melhor escolha e nesta hora você aprende a lição mais importante da sua vida: você é um completo estranho para si mesmo.
Se você estar vivendo esta situação, não se desespere. O universo tem algo para você, sempre tem um caminho e uma opção. O que precisa fazer é descobri qual a melhor. Vou logo te avisando, o caminho até a descoberta é doloroso, com momentos de solidão e de muita tristeza regada a muitas lágrimas. Eu entendo você, por isso, nada de se dopar com remédios, bebidas ou álcool, acredite só vai piorar a sua situação.
Eu recomendaria um bom analista, uma modalidade esportiva, um grupo de apoio e até mesmo uma religião, cada pessoa tem sua forma de se encontrar.
Só precisa dá o primeiro passo. Quando escrevo para você, estou escrevendo para o meu eu que assim como você descobriu que a única coisa que deseja é escutar a si mesmo e senti felicidade interior. Todas as minhas experiências são degraus que superei para estar onde estou, mas admito que foi difícil, mas a melhor parte foi permiti estar livre dentro de mim. Não se incomodar com o que as pessoas falam ao seu respeito ou acham, no final, será tanto faz, ninguém estar ai para você na verdade, porque cá para nós, eles também estão enfrentando seus próprios dramas, então vá viver e deixe o outro para lá, mas antes que desanime, no seu caminho você vai reconhecer aqueles que o amam do jeito que você é, quando os reconhecer se permita ser amado e aceite o amor que eles tem para oferecer dentro das suas limitações. Nunca esqueça que todos somos seres humanos passivos de erros e acertos.
Assim como você, estou neste caminho de volta ao que tenho de melhor em mim, estou procurando as melhores partes que por algum tempo esqueci e guardei em algum lugar. Então, bem vinda a faxina e um bom recomeço.
Mantenha a fé em si. Não se desanime e acima de tudo se cobre pouco e ame-se mais.
Um dia de muita luz e muito amor nesta sua jornada.
com amor,
Magali Pastore